domingo, 18 de maio de 2008

Bye Bye

Foste embora pelo meu pedido,

Mas não me disseste nada

Que te despedisse com…

Muito sentido.


Parecias absorto,

Perdido algures

E pensavas, coitado,

Ir viver p’ra nenhures.


Tal era o desespero

De tornares a ficar sozinho,

Que abrias e fechavas mapas

Procurando novo caminho.


Nunca pensei que depois fosse eu

A sentir-me perdida na escuridão…

Tanto te afastei da vida e do céu,

Que me perdi do nosso refrão.


Sem muito sentido,

Continuo cantando

A luz vem ao fundo

Só mais um segundo:

‘Bye bye’

4 comentários:

Mafalda disse...

Não sei donde te saem estas coisas, mas a verdade é que saem e são boas ("és tão boa, és tão boa..." xD)

E quando é que dizemos bye bye aos ralatórios? =P

Beijinhos**

Pipe Shadow disse...

Quem nunca passou por isso?
De repente faz sentido, mas depois da partida vêm as duvidas...

bjs

SoulHeaven disse...

Cookies ready!

Desculpa a demora, ando com muito para estudar! Mas fiz um esforçozito, só porque és uma menina simpática! :p

Beijinhos! ;) *

mr. p disse...

nao digas bye bye diz ola :-)

continuas na onda da poezia :-p


bj